quinta-feira, 26 de maio de 2011

Depressão

(Parte 3 – Final)
20.05.2011
Arquimedes Estrázulas Pires

Sêneca [4 A.C. - 65 D.C.], o moço, filósofo e influente escritor do tempo do Império Romano, diz que Não há vento favorável para quem não sabe onde quer chegar.
Ninguém pode chegar a qualquer lugar se antes não houver criado – em pensamento e sentimento – as condições e a maneira de fazer isso. A vida também precisa ser planejada! O Espírito André Luis diz que “até a próxima encarnação pode ser planejada”! Praticante do bem, certamente terei uma próxima passagem pela vida no Plano Físico, bem mais suave, tranquila e menos estafante do que eventualmente esteja sendo a atual.
O tratamento sob a luz da medicina não pode e não deve ser desprezado em nenhuma condição ou hipótese! Mas nunca se obtém resultados definitivos quando apenas os efeitos são tratados. Há que se cuidar também - com o mesmo afinco - das causas que levam alguém a esta ou àquela condição de saúde ou comportamento; especialmente em casos de enfermidades de difícil cura e, destacadamente, em casos de depressão.
As terapias alternativas têm sido de grande valia, mas o velho e bom Espiritismo, com suas parcerias físico-espirituais e a sabedoria que emana dos amigos iluminados, “do lado de lá”, que podem ver mais do que podemos e sabem mais do que sabemos, porque estão mais perto da Fonte, tem sido definitivo em muitos casos de cura inimaginável.
Paralelamente, indizível número de pessoas de todos os credos, mesmo aquelas que não acreditam nos Espíritos ou deles – por desconhecimento - têm medo ou pavor, se munidas de sentimentos puros e indiscutível vontade de curar, se apelarem para as forças Cósmicas, representadas no mundo Cristão pelo próprio Jesus Cristo, curam!
Curam, porque originalmente não há doenças, nem aleijões, nem esquizofrenias, nem parasitoses e nem... depressão. O que há são efeitos de irresponsabilidades que precisam de resgate através da Lei de Causa e Efeito, de que Jesus nos fala quando garante que só colheremos daquilo que houvermos plantado. É como um trânsito de veículos à beira do caos; um bom guarda, com a energia correta e adequada, pode colocá-lo em ordem. A administração de energias sãs, sobre um universo de energias à beira do caos, as reorganiza e orienta.   Os que não creem na reencarnação podem achar fantasioso, mas querendo eles ou não, crendo ou não na necessidade de “nascer de novo para ver o Reino do Céu”, conforme disse Jesus a Nicodemos, o tempo não impede a ação da vontade soberana de Deus através das entrelinhas da Lei de Causa e Efeito, ou, Lei do Carma; e nada, além da oração e da perseverança na prática do bem, pode minorar os seus efeitos!
Os Bons Espíritos, abnegados obreiros da Seara do Cristo, não param de insistir na recomendação para que as famílias se unam em torno das Energias Universais que movem o mundo em direção à saúde, à paz, à prosperidade, à solidariedade, à fé, à alegria e aos benefícios prometidos por Jesus Cristo através de seu Evangelho. Isso é possível através do mais singelo dentre todos os métodos imagináveis: a prática do amor ao próximo e... a Deus sobre todas as coisas!
É esse “amor”, que deve ser entendido como “respeito” ao direito que as pessoas têm, de viverem conforme seu Livre-arbítrio e, por absoluta necessidade, aos propósitos que Deus Tem quando trata da Natureza e da Vida, ensinado por seres “de boa vontade” que não atuam apenas nos centros espíritas sérios, mas nas igrejas de todos os segmentos cristãos, nos templos budistas, nas sinagogas, na praça pública onde houver mais de dois reunidos em nome de Jesus Cristo, ou em qualquer lugar onde a presença d’Ele seja solicitada, que nos faz compreender que pra ser feliz é preciso muito menos do que muitos imaginam. Quem se contenta com o que tem – e agradece por isso! – jamais será depressivo.
Observe-se que em famílias sintonizadas com Deus e perseverantes na prática do bem e da fé, de forma coletiva, coesa, sincera, determinada e pura, raramente há enfermidades, descaminhos sociais, desequilíbrios e desvios comportamentais, infelicidades, tragédias, falências e desagregação. Os obstáculos e as dificuldades fazem parte da vida de quem vive em constante aprendizado, como nós todos; o que não significa que precisem ser vistos como castigo.
Nem todo o mal é mal e nem todo o bem é bem!
A tempestade que amedronta é a mesma que purifica o ar e, a terra úmida, que apodrece a casca da semente, é a mesma que confere a ela as condições ideais para germinar e desabrochar para a vida. O sonhado prêmio da loteria, que alegra e entusiasma, pode ser o mesmo que atrai o ladrão que leva embora o ouro e interrompe a vida.
Certa feita, ouvi do Apóstolo Ladislau, da Igreja Batista Gileade, de Tangará da Serra – MT, que “não adianta dizer que está ligado em Deus, porque quem só está ligado chia, como o rádio, ligado e fora da estação. É preciso estar ligado e, mais do que só isso, estar sintonizado com o Alto”!
Sem sintonia com Deus não há ninguém capaz de navegar nesse mar imenso, de dificuldades e provas, tristezas e desafios, suficientemente sereno para manter-se no rumo certo e na certeza de saber onde está indo.
Se você tem alguém depressivo, em casa, na família ou no círculo de amigos, mostre esse rumo que permitirá a descoberta do caminho da cura. Mostre que há um Mestre, chamado Jesus Cristo, que garante “a cada um, uma colheita rigorosamente de acordo com as sementes que forem plantadas”. Esse é o grande segredo do “milagre”: você planta o que quer colher e nada acontece em tua vida se não por merecimento! Do bem ou do mal; nada!
Quem desejar, portanto, fugir à depressão, que reforme seu interior, jogue fora os velhos sentimentos negativos, os pensamentos venenosos, as filosofias pessoais inservíveis, o descrédito nas pessoas e em Deus, o descaso em relação à vida, o orgulho exacerbado, a luxúria, a arrogância, a prepotência, a ostentação desnecessária das coisas materiais que eventualmente possua e o descrédito na ciência da alma, a mesma ensinada pelos Bons Espíritos de Deus.
Do mesmo modo, deve jogar na lata do lixo da existência, como tudo o mais que pra nada serve, que não constrói e não eleva, a vaidade, o desamor e a hipocrisia.
E que o ambiente assim esvaziado, seja higienizado e mantido limpo, pela ação benéfica e luminosa da Oração insistente e sentida, de todos os dias.
Só assim será possível promover a reforma íntima, de cada um dos seus membros, abrir as janelas da alma e deixar que a Luz do Cristo invada todos os ambientes e permita a descoberta de caminhos novos que levem à vida plena em saúde, paz, alegria e grandes realizações.
Que jamais alguém imagine que as coisas acontecem “porque têm que acontecer”! A Natureza de Deus e Sua obra são de perfeição e tudo tem uma lógica e uma razão de ser; não há mistérios e não deve haver dogmas. Deus quer que saibamos de todas as coisas e é por isso que Jesus nos assevera que “conheceremos a verdade e a verdade nos libertará”.
Não há acaso e a ciência comprova todas as coisas da Criação. Um espírito doentio produz um corpo doente e um espírito agarrado à ignorância não pode produzir sabedoria até que chegue o tempo de sua colheita e esta seja sobre um plantio consciente, simples, puro e bom.
Foi assim que Deus concebeu o mundo e é por todas as Suas razões que a vida é como é!
Faça da oração o teu caminho para a Paz de Deus e que a Luz da Espiritualidade Maior seja um holofote de constante iluminação na tua estrada, no teu tempo e na tua vida.
Na Natureza Criada não há, originalmente, depressão, insegurança, decepções, inverdades ou qualquer coisa que tire do Espírito Humano a sua vocação à Perfeição, como parte que é, da Obra do Criador. Na Natureza Criada tudo é espontâneo, seguro, agradável e verdadeiro. Se há distorções nessa visão, que sejam debitadas à conta da incúria, da ganância, da insensibilidade, do desamor, da ignorância, da impaciência e das incompreensões em relação à própria existência.
Um dia não precisaremos mais voltar aqui e nesse dia a humanidade será feliz porque terá conhecido a verdade, aprendido administrar seus sentimentos, honrar sua natureza Divina, amar ao seu semelhante e preparar seus filhos para as responsabilidades que a existência determina.
A boa notícia em meio a tantas dúvidas, incertezas, desilusões, enfermidades inacreditáveis e tudo o mais, é que o DNA da raça humana está em processo de transformação, no Plano Espiritual, para fazer frente às novas condições climáticas, atmosféricas, magnéticas, áuricas e espirituais do Planeta Terra, tal como programado pela Direção Crística do Sistema Solar em que vivemos. E os herdeiros da Terra, na Nova Era viverão felizes e saudáveis, praticando o bem, a solidariedade, o amor a Deus e ao próximo como a eles mesmos e só então “haverá vida em abundância”, como quer Jesus, o Mensageiro de Deus.
Desmistificados os “mistérios”, derrubados os dogmas e aberta a porta de acesso às verdades até aqui mantidas ocultas por interesses diversos, o novo ser humano que habitará a Terra da Nova Era, consciente e crédulo de todas as coisas que hoje vê com desconfiança, ceticismo e galhofa, viverá com saúde, entusiasmo e alegria e terá, finalmente, aprendido a não sonhar com nada que – apesar de todo o esforço - esteja fora do alcance das suas mãos, saberá que a felicidade é o “aqui e agora” e que o futuro será sempre o resultado do que estiver semeando em cada tempo.
As pessoas precisam aprender a dizer NÃO à depressão. Precisam aprender que no mundo preparado para os “Filhos de Deus” só há lugar para a Glória e para a Luz do Criador. Precisam compreender que o mal é só um lugar onde está faltando bondade, pureza de sentimentos, pensamentos nobres, Amor e... Deus. Nada que não possa ser corrigido pela vontade de cada um.
Paz e Luz.
***   ***   ***

Nenhum comentário: