Postagens

Mostrando postagens de Agosto 31, 2014

BICHO SOLIDÃO

Imagem
Bicho solidão 27.10.2012

Arquimedes Estrázulas Pires


   Nas observações que tenho feito durante palestras e conversas que esparramo por aí, tenho conhecido pessoas, situações e conflitos bastante diferentes entre si, mas, na essência, absolutamente semelhantes. Dentre eles, um dos mais interessantes é o do ser só.             Há o indivíduo que vive, come, bebe, chora, ri, fala, ora, dorme, viaja, trabalha, estuda e, independente de quanta gente haja à sua volta está sempre... só. Há aquele que se sente só em todos os lugares e em todas as circunstâncias, e há aquele que se sente só apenas em situações particulares. Dentre este grupo há os que se sentem muito bem em companhia de outras pessoas no trabalho, na rua, na igreja, na universidade... Mas quando chega à casa, no fim do dia, tudo se passa como se as portas do mundo se houvessem fechado atrás de si e, nesse ambiente onde tudo deveria convidar ao relaxamento, à descontração, à liberdade de sentir e manifestar, comentar e desabafar, …