Postagens

Mostrando postagens de 2010

2011

Imagem
Arquimedes Estrázulas Pires

2011
Cicloé o nome pelo qual identificamos fenômenos ou fatos que se sucedem, periodicamente, numa certa ordem. Em se tratando de tempo, podemos defini-lo, por exemplo, como sendo as horas, as semanas, os meses,os anos, os séculos... OUniversotem seusciclose nós, nesta infinitesimalmente minúscula partícula chamada Terrae como integrantes dessa ordem cósmica, também temos os nossos. Neste exato momento em que nos comunicamos através de palavras, vivemos o final de mais um desses períodos - identificado como ano de2010 - enos preparamos para o início de um novo ciclodessa marcha infinita a que os calendários fazem referência como...Ano2011. Dividindo assim o tempo, podemos aproveitá-lo com mais eficiência e de modo mais útil para o nosso próprio desenvolvimento material, intelectual, moral e espiritual; é mais estimulante andar trechos menores. Aliás, é pra nos exercitar nesse ritmo de evolução constante que existimos e é durante esse exercício que celebramos a Vid…

A Escolha, as Sementes e a Porta

Imagem
22.12.2010 Arquimedes Estrázulas Pires Estive lendo um texto do Frei Betto[1], sobre o “esvaziamento” que a modernidade promove na vida das pessoas. Ele intitulou esse artigo de “Análise Socrática dos Tempos Atuais”. Refere-se ao que dizia Sócrates[2], o grande filósofo e pensador da velha Grécia, quando lhe perguntavam o que fazia – vez em quando - diante das lojas da bela Atenas, quando por elas passava: "Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz !" Nem lá, naqueles idos tempos, nem cá, nos tempos de agora, as pessoas preocupavam-se – ou preocupam-se - com o que verdadeiramente tem importância na vida: A Vida!             A vida vem da Única Fonte geradora do Universo, a que nos acostumamos identificar como Criador de Todos os Mundos e a chamar de... DEUS, essa Inteligência Suprema, que tudo criou para servir de instrumentos de ascensão ao espírito humano, esse ser que insiste em se demorar na estrada e atrasar a marcha.             Ao fazê-…

MORTE?

Imagem
                          MORTE?

                                             17.12.2010
Arquimedes Estrázulas Pires
O que é esse tão temido fenômeno a que chamamos de morte? Na verdade, nada mais do que uma simples mudança de condição existencial. Uma simples mudança de dimensão e frequência. Se olharmos essa condição de existência por ângulos diferentes daqueles a que – culturalmente - estamos acostumados a olhar, fica mais fácil entender que a morte não existe. Uma planta, quando “morre”, apenas muda da condição a que nos acostumamos a vê-la, para uma nova condição. Agora já não é mais uma planta, mas uma fonte de energia para outras formas de vida. Durante o processo de decomposição alimentará alguns bilhões de microorganismos que, alimentando-se de suas céluas, as decomporão em micronutrientes que alimentarão outras formas de vida microscópica e outras plantas. Esse processo é cíclico e contínuo. Os microorganismos que aí se alimentarem atingirão o seu limite de vida e ao “morrerem” re…

Natal outra vez

Imagem
Então é Natal outra vez Quem chegou até este estágio do ano que se acaba poderá descobrir que:
1 – Transpôs obstáculos e ficou mais forte; 2 – cometeu erros e teve a necessária sensibilidade para aprender com eles; 3 – obteve vitórias sobre si mesmo e chega a um marco que indica novo tempo, de esperança e de fé; 4 – conquistou posições novas no jogo da vida e torna-se, proporcionalmente a isso, maior diante de si mesmo; 5 – constata que está VIVO e que, em razão disso, muito mais do que as eventuais reclamações, próprias de nós, humanos, deve AGRADECER a Deus por essa magnífica descoberta e tudo o que ela encerra: família, amigos, saúde, trabalho, conhecimento, oportunidades, escolhas, plantios, colheitas, resgates, sabedoria, amor, paz e Luz! São as Bênçãos de Deus e, independentemente do ângulo pelo qual você as vê, certamente as recebe, diuturnamente, em profusão.      É com essa interpretação que desejo cumprimentar a todos pela chegada do dia do Natal. Não o natal das compras, da cidade a…

Universalismo Crístico

Imagem

DISSOLVER CONFLITOS

Imagem
Por: Hortensia Galvis Traduzido por: Arquimedes Estrázulas Pires
Todos os seres humanos têm dois aspectos a mostrar ao mundo: a fisionomia amável, com todas as qualidades e forças que desenvolveu e o aspecto negativo com todos os defeitos, falhas de caráter e carências inumeráveis. A isto poderíamos acrescentar que quando a parte positiva está muito mais desenvolvida, o normal é que a sua projeção também seja muito poderosa. A ciência da felicidade consiste em saber manter-se neutro para que possa obter o melhor que cada ser tenha para dar. Mas só conseguimos isso quando somos capazes de manter nosso foco no positivo. Quando acontece o contrário, ou seja, quando você percebe com certa facilidade os defeitos de alguém, passa a não poupar críticas, reprovar comportamentos, implicar, etc. Estabelece-se, em consequência, a correspondência vibratória exata para que essa pessoa descarregue em você toda a sua negatividade. Realmente, tudo depende da lente que você esteja usando; porque é o teu f…

A quem muito foi dado...

Imagem
Arquimedes Estrázulas Pires Inúmeros líderes das mais diferentes correntes filosófico-religiosas, sérios, responsáveis e idôneos - cristãos ou não – têm feito referências a alguns arautos religiosos deste início de terceiro milênio, como “mercadores da fé”. Mais vendilhões de ilusão do que ensinadores da Boa Nova, promovem a troca de valores monetários e bens materiais que colhem a mancheias, por acenos de esperança às multidões desesperadas que procuram, no espetáculo e no imediatismo inatingível da fé paga, o consolo para suas inconscientes e indesejadas colheitas. Porque a apanha será, rigorosamente, da espécie que for plantada! [Gál. 6:7] Jesus, o Salvador, apresentado às multidões que integram parte dos cerca de 27% da população planetária tida como Sua seguidora, não pode continuar sendo tido e tratado como um serviçal plantonista, sem folga e permanentemente disponível em qualquer situação, para resolver problemas que não Lhe cabe resolver; porque não é atribuição de Jesus Cristo…