Postagens

Mostrando postagens de Agosto 30, 2009

Atlântida – No Reino da Luz – Vol. 1.

Imagem
O Universalismo Crístico acaba de colocar à disposição da humanidade terrena mais uma importantíssima obra da literatura espiritualista que nos permite compreender com mais profundidade e em bases verdadeiras, a verdadeira história das civilizações que ao nosso Planeta têm aportado no decurso dos últimos milênios.
Acaba de chegar: Atlântida – No Reino da Luz – Vol. 1.
É o próprio Autor e, pregressamente Personagem, Roger Bottini Paranhos, esse Espírito de Escol, portador de tantas e tão importantes narrativas da literatura Universalista Crística quem conta um pouco sobre mais esta importante obra literária:
“O livro começa no planeta Tríade, no sistema de Capela, uma das estrelas da constelação do Cocheiro. O personagem central chama-se Andrey. Mais uma das minhas encarnações. Hermes achou interessante repetirmos a fórmula de sucesso utilizada no livro Akhenaton, onde narrei a minha existência na personalidade de Radamés, e nos dois livros sobre Moisés, onde encarnei como Natanael. Sem …

Cristãos decididos

Imagem
Cristãos Decididos
"…Estamos sendo convocados pelos Espíritos nobres para ser os lábios pelos quais a palavra de Jesus chegue aos corações empedernidos.
Estamos sendo convocados para ser os braços do Mestre, que afaguem, que se alonguem na direção dos mais aflitos, dos combalidos, dos enfraquecidos na luta.
Estamos colocados na postura do bom samaritano, a fim de podermos ser aquele que socorra o caído na estrada de Jericó da atualidade.
Nunca houve na história da sociedade terrena tantas conquistas de natureza intelectual e tecnológica!
Nunca houve tanta demonstração de humanismo, de solidariedade, tanta luta pelos direitos humanos!
É necessário, agora, que os cristãos decididos arregacem as mangas e ajam em nome de Jesus.
Em qualquer circunstância, que se interroguem: - em meu lugar que faria Jesus?
E, faça-o, conforme o amoroso Companheiro dos que não têm companheiros, faria.
Filhos da alma!
Estamos saturados de tecnologia de ponta, graças, à qual, as imagens viajam no mundo quase com a…

UMA SÁBIA RESPOSTA

Imagem
BREVE DIÁLOGO: DALAI LAMA E FREI LEONARDO BOFF


No intervalo de uma mesa-redonda sobre religião e paz entre os povos, na qual ambos participávamos, eu, maliciosamente, mas também com interesse teológico, perguntei ao Dalai Lama, em meu inglês capenga: — Santidade, qual é a melhor religião? Esperava que ele dissesse: "É o budismo tibetano" ou "São as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo". O Dalai Lama fez uma pequena pausa, deu um sorriso, me olhou bem nos olhos — o que me desconcertou um pouco, por que eu sabia da malícia contida na pergunta — e afirmou: — A melhor religião é aquela que te faz melhor. Para sair da perplexidade diante de tão sábia resposta, voltei a perguntar: — O que me faz melhor? — Aquilo que te faz mais compassivo (e aí senti a ressonância tibetana, budista, taoísta de sua resposta), aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais responsável... A religião que conseguir fazer isso de …

"ORAÇÃO A MIM MESMO"

Imagem
Oswaldo Antônio Begiato



Que eu me permita olhar e escutar e sonhar mais. Falar menos. Chorar menos. Ver nos olhos de quem me vê, a admiração que eles me têm e não a inveja que, prepotentemente, penso que têm. Escutar com meus ouvidos atentos e minha boca estática, as palavras que se fazem gestos e os gestos que se fazem palavras. Permitir sempre escutar aquilo que eu não tenho me permitido escutar. Saber realizar os sonhos que nascem em mim e por mim e comigo morrem por eu não os saber sonhos. Então, que eu possa viver os sonhos possíveis e os impossíveis; aqueles que morrem e ressuscitam a cada novo fruto, a cada nova flor, a cada novo calor, a cada nova geada, a cada novo dia. Que eu possa sonhar o ar, sonhar o mar, sonhar o amar, sonhar o amalgamar. Que eu me permita o silêncio das formas, dos movimentos, do impossível, da imensidão de toda profundeza. Que eu possa substituir minhas palavras pelo toque, pelo sentir, pelo compreender, pelo segredo das coisas mais raras, pela oração mental (aqu…