segunda-feira, 3 de agosto de 2009

LIVRO - A HISTÓRIA DE UM ANJO

Para os amigos e leitores do nosso Blog, auxiliando na orientação universalista que nos move, publicamos aqui as palavras de Roger Bottini Paranhos sobre seu belíssimo livro "A História de um Anjo."

Texto extraído do site www.universalismocristico.com.br

Atendendo à grande quantidade de emails pedindo mais explicações sobre esse extraordinário livro, o Autor responde aos fãs em comunidade e conta como o livro foi feito:

"A primeira parte do livro, antes da reencarnação de Gabriel, ocorreu na década de 50 do século passado, época em que eu ainda estava no plano espiritual e vivenciei em espírito todos os fatos narrados e, agora, reencarnado, relatei através de processo de regressão de memória, como se eu fosse um repórter. Já a segunda parte foi um relato sobre a possível atuação de Gabriel nos anos futuros de acordo com o plano traçado para a sua encarnação. Estes fatos foram estudados no plano astral, sob a orientação de Hermes e após relatados no livro. Vi o livro no Império do Amor Universal, porque antes de reencarnar já havíamos presenciado aqueles fatos e analisado a futura missão de Gabriel e dos "transformadores para a Nova Era". Logo o projeto já estava pronto, só faltava materializarmos no mundo físico.

Os fatos narrados no livro após a encarnação de Gabriel, ainda não aconteceram. Gabriel está hoje em dia com quinze ou dezesseis anos de idade. O que foi
narrado em "A história de um anjo" é apenas a "programação de sua encarnação", ou seja, os objetivos que terá de atingir segundo os planos da Alta
Espiritualidade. Ele será o precursor das transformações para o terceiro milênio, onde a humanidade ingressará em um novo estágio evolutivo. Talvez as
coisas não aconteçam exatamente como foi narrado no livro, pois não existe fatalismo. Mas certamente Gabriel realizará grandes transformações espirituais
no Brasil, dentro de uns 10 anos, sendo que ele não realizará todo o trabalho sozinho. Hermes me fala que devemos nos espelhar no exemplo de Gabriel, para
melhor auxiliá-lo, ao invés de tentar descobrir quem ele é no plano físico atualmente, pois uma só pessoa não irá transformar o mundo, mas sim a soma de
almas bem intencionadas. O nome Gabriel é o nome dele no plano espiritual, mas é pouco provável que ele venha a ter esse mesmo nome nessa encarnação, como
narrado no livro para facilitar o entendimento do leitor.

O livro possui um código cronológico: "o período profético". Repare que o tempo é sempre referido como, por exemplo: ".. no vigésimo ano do período profético...." Em uma nota de rodapé é explicado que este período profético inicia-se em 1975 e termina no ano 2075. Analisando estas datas poderás ter uma idéia aproximada dos anos em que ocorrerão o que ali está descrito. Talvez o encontro com o Papa jamais aconteça, mas haverá fatos similares. Lembre-se que o futuro está em constante movimento.

O nascimento de Gabriel é descrito como ocorrido aproximadamente no décimo sexto ano do período profético, ou seja, 1991."

Sobre "o contato com Jesus":
Realmente somente espíritos evoluídos conseguem "viver" na mesma freqüência espiritual de Jesus, mas eu estava ali como narrador de uma grande missão que estava por iniciar-se. Portanto me foi dado o direito de presenciar aquele belo fato, mas não o de conviver e conseguir interagir plenamente com a excelsa mente de Jesus. Hermes me preparou especialmente para aqueles poucos minutos de contato.

Devemos lembrar também que os grandes mestres da espiritualidade não são burocratas que jamais atendem a um "soldado raso". Jesus mesmo nos disse que "onde dois ou mais se reunissem em seu nome, lá ele estaria". O que os espíritas em geral criam é a teoria do "general" que jamais olhará para o mísero "soldado". Jesus em sua passagem pela Terra sempre pregou o contrário, ou seja, o espírito de fraternidade e amor aos pequenos. Logo, se orares com fervor sentirás a sua presença e, dependendo do grau de desenvolvimento mediúnico, poderás inclusive vê-lo. Naquele momento eu deixei de ser espectador dos fatos e tornei-me "participante" porque, como diz no livro, "para Jesus nada é impossível", e, antes de reencarnar, eu havia vivido aquele fato.

Nenhum comentário: