O começo de um novo trabalho


Está nascendo um trabalho novo que, por enquanto, está sendo chamando de "Um Cristianismo Incompreendido"; que a Espiritualidade Maior me permita seguir e concluir.

Arquimedes Estrázulas Pires

Espiritualista convicto, nascido em família humilde, formada por uma mescla de quase ateísmo e arremedos de crenças baseadas nas parcas informações existentes - à época - sobre catolicismo e espiritismo, após cerca de 40 anos de passeios instrutivos entre bancos de praça, pensões, repúblicas, bancos de escola, Umbanda e Kardecismo, ainda busco satisfazer a insaciável procura pela verdade, através do conhecimento que me esforço em adquirir a cada passo e a cada oportunidade onde me seja dado aprender qualquer coisa que me engrandeça e ilumine a estrada por onde tem sido desenrolada minha existência.
Nenhuma luz me fazia ver adiante, quando minhas reflexões passeavam sobre, por exemplo, alguns trechos do “Sermão da Montanha”, onde Jesus, o Médium do Cristo nos afirma que “os mansos herdarão a terra” [Mt. 5.5], até que por volta do primeiro décimo além do meu meio século desta passagem pelo mundo físico, surge a grande Luz na desembocadura do grande túnel do tempo e as ideias se abrem, o horizonte se aproxima e, com alegria, conheço o “Universalismo Crístico”, essa porta nova que, mantida aberta, permitirá livre acesso ao mundo do amor e da justiça de Deus a todos aqueles que optarem por viver conforme o ensinamento do Cristo e desejarem saber mais, a cada novo dia, sobre as Verdades do Criador e da Criatura. Porque é isso que o espírito em eterna evolução busca; incessantemente!
Quando o Mestre fala em “mansos”, não está, evidentemente, referindo-se aos que se anulam para satisfazer ordens ou desejos de terceiros, ou àqueles que - sem opinião própria - têm fugido do conhecimento que os iluminaria definitivamente; os “mansos” a que Se refere o Mestre, tem a ver com aqueles persistentes seres que, escalando obstáculos e vencendo dificuldades, encarnação após encarnação, ganham experiência, controlam emoções e ascendem para a Luz.
Esses são os herdeiros – por merecimento! - do Planeta Terra dos tempos da “Nova Era”, estes tempos chegados ao final de mais um ciclo evolutivo como tantos outros por que já passou o nosso globo azul que sempre se presta à missão de oferecer oportunidades àqueles que, tendo errado o caminho, reconhecem-se, localizam-se e recomeçam.
Porque Deus, A Fonte de tudo, jamais pune e jamais abandona; na aplicação da Justiça Divina sempre haverá uma oportunidade nova a todos aqueles que, distraída ou deliberadamente, perdem tempo à beira do caminho e chegam atrasados para a “chamada” dos “escolhidos.” [Mt 22:14]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atlântida – No Reino da Luz – Vol. 1.

LIVRO - A HISTÓRIA DE UM ANJO